A definição de minimalismo é reduzir ao mínimo o emprego de elementos ou recursos, e na arquitetura e decoração podemos dizer que seria o mesmo, correto? Correto. Significa reduzir ao máximo o uso de elementos desnecessários. O que marca uma decoração minimalista é a aparência clean, o uso de cores frias e linhas retas.

Muitas pessoas podem não gostar deste estilo à primeira vista, talvez por acharem ser algo desconfortável quando utilizado na arquitetura de interiores ou até mesmo “sem graça”.

Mas sempre é bom lembrar: “Menos é mais”, como já dizia o grande arquiteto Mies Van Der Rohe. Também não significa que o ambiente não terá nenhum elemento decorativo, não é bem assim, a questão aqui é: ponderar.

Eu acredito nisso, e por isso o post de hoje traz ideias de ambientes nesta linha para provar que sim, ambientes com decoração minimalista podem ter seu ar de conforto sem todos os adereços supérfluos que muitas vezes (sem nem saber o porquê) utilizamos. Lembre-se que o segredo está nos detalhes, e não nos excessos.

Confira a galeria: