Como reaproveitar a água da chuva em residências

Posted on

Já passou da hora de pensarmos no termo sustentabilidade, este conceito tornou-se um princípio segundo o qual o uso dos recursos naturais para a satisfação de necessidades presentes não pode comprometer a satisfação das necessidades das gerações futuras. Então, falando de água, é algo grave, quantas pessoas utilizam a água POTÁVEL para lavar calçadas ou carros? Mesmo em pensar que utilizamos a água potável, que falta em tantas regiões, para a bacia sanitária, chega a ser meio que absurdo para o século em que vivemos.

Mas está mudando! Em São Paulo, em 2015 a Câmara aprovou uma lei que prevê multa para quem for flagrado lavando calçadas com água da Sabesp. E em Florianópolis, o reuso da água da chuva passa a ser obrigatório em edificações acima de 200m².

Se você também pensa assim, e já pensou como poderia reaproveitar a água da chuva para utilizar na sua residência, vamos falar sobre isso.
O que você precisa saber? para começar, você precisa de um sistema de captação, um de armazenamento e outro de filtragem da água.

A captação é feita com a instalação de um conjunto de calhas no telhado, que direcionam a água para um tanque subterrâneo ou cisterna, onde ela será armazenada. Junto a esse reservatório, é necessário instalar um filtro para retirada de impurezas (folhas, etc.) e uma bomba, para levar a água a uma caixa d’água elevada separada da caixa de água potável.

Ela não é potável, mas será reaproveitada em diversos locais da residência: pode ser utilizada nos jardins, calçadas, lavagem de carros (gastos que representam cerca de 50% do consumo de água nas cidades), além de descarga de banheiros e lavagem de roupas – neste caso é preciso alterar as tubulações já existentes e construir um sistema paralelo ao da água potável. Algumas empresas, como a catarinense AquaSave, oferecem diversos acessórios para captar a água da chuva, desde calhas até sistemas para jardins. Um esquema bem básico da captação da água da chuva para residências:

captação-da-agua-da-chuva

Outras empresas também oferecem kits, como a EcoSustentável, onde você pode encontrar uma Cisterna Vertical Modular de 1000 litros com filtro e clorador na faixa de R$1.799,00. É só direcionar as calhas coletoras para a cisterna que já possui o sistema de filtragem. Ali a água ficará armazenada.Na foto, dois módulos de 1.000 litros.

captação-da-agua-da-chuva

Dá uma olhada no vídeo!

Se você quer fazer a sua própria cisterna, no site Sempre Sustentável, você encontra o passo a passo para fazer uma mini cisterna caseira. O inventor deixa claro que o objetivo principal é conscientizar a população para a economia de um dos maiores bens do mundo. Fora isso, o sistema foi criado para que caiba em qualquer canto de uma casa e dentro das normas técnicas da ABNT e o custo para fazer um não chega a R$300,00. Essa da foto abaixo é a mini cisterna desenvolvida pelo Edison:

captação-da-agua-da-chuva

Então, já que água cai do céu, vamos aproveitar.