Escolher um novo sistema de ar-condicionado para a sua casa pode ser um momento estressante e confuso. Ainda mais com esse calorão, não é mesmo?

Com todos os diferentes tipos no mercado, as possibilidades parecem infinitas. Mas, eu sei que você não quer perder tempo e ficar passando calor! Por isso, preparei esse blog post explicando tudo que sei sobre o assunto.

Tipos de aparelho

Vamos começar pelos tipos existentes, já que é possível encontrar no mercado vários deles e a escolha de qual sistema utilizar depende de vários fatores, incluindo o tamanho da área a ser resfriada, o calor total gerado dentro da área, entre outros.

Além disso, cada um requer um tipo de instalação e tem características específicas. Confira abaixo:

Janela

Graças à sua facilidade de instalação e de manutenção, foi o primeiro a ser vendido para residências aqui no Brasil. Além disso, seu preço costuma ser bastante acessível.

Ele é composto por uma única unidade que será instalada em uma cavidade na parede e basta ser ligado na tomada para funcionar. Porém, requer que a parede seja quebrada e, nem sempre, a estrutura do imóvel suporta essa alteração.

ar-condicionado janela

Portátil

Tem como principal vantagem a possibilidade de ser levado de um ambiente para o outro, e mesmo um imóvel para outro.

Ele não requer instalação, basta apenas que exista uma janela próxima ao aparelho para a saída de ar quente. A desvantagem é que o aparelho é bem grande e ocupa muito espaço.

ar-condicionado portátil

Split

Esse modelo conta com duas unidades: uma localizada na parte de dentro, chamada evaporadora, e uma que fica na parte externa do imóvel, conhecida como condensadora.

A unidade condensadora deve, necessariamente, ficar em local aberto. As unidades são interligadas por uma tubulação frigorígena, que permite a circulação do gás refrigerante entre as unidades. Confira, a seguir, cada um dos tipos de ar-condicionado split:

Split Hi-Wall

É modelo mais comum. Ele não requer a quebra de paredes e pode ser encontrado com potência de até 30.000 BTUs. Climatiza bem ambientes de pequeno e médio porte, sem grande circulação de pessoas.

Ar-Condicionado Split Hi-Wall

Split Window

Esse modelo substitui o tradicional de janela, mas tem a unidade condensadora menor. É mais silencioso, prático e econômico do que o tipo janela comum.

Piso teto

Pode ser instalado no piso ou no teto e tem excelente desempenho para refrigeração, podendo chegar a até 80.000 BTUs. Refrigera bem ambientes com o pé direito alto, já que a vazão de ar é maior do que a dos aparelhos tradicionais.

Ar-Condicionado Piso Teto

Canto teto

Tem baixo nível de ruído e design elegante. É indicado para ambientes com pouca circulação de pessoas e de pequeno a médio porte. É encontrado com potência máxima de 12.000 BTUs;

Cassete

Esse modelo fica embutido no teto e tem até quatro vias para a saída de ar. É possível controlar o fluxo de ar de cada saída individualmente. É possível encontrar o ar-condicionado Split cassete de 12.000 BTUs a 60.000 BTUs.

Multisplit

É o modelo ideal para climatizar vários ambientes ao mesmo tempo, sem ocupar muito espaço externo com a unidade condensadora. Todas as unidades são independentes, mas usam o mesmo condensador.

Quantos BTUs o ar condicionado deve ter?

Bem, depois de conhecer todos os modelos, não menos importante é saber o que é BTU e identificar quantos você precisa para seu ambiente. BTU é a sigla para British Thermal Unit, ou seja, Unidade Térmica Britânica, que determina qual será a potência de refrigeração do seu ar condicionado.

Para entender melhor como é calculada a capacidade do ar condicionado, como exemplo, 1 BTU é a quantidade de frio necessária para reduzir a temperatura de meio litro de água em 0,56 ºC. Para dimensionar a medida para espaços físicos, em m², é feito um cálculo levando em consideração a densidade e o peso da água.

Sempre que for pensar em BTU, pense na unidade 600. Para cada pessoa ou aparelho que estiver ligado no ambiente, você precisará de 600 BTUs. Além disso, a cada metro quadrado do ambiente, acrescente mais 600 BTUs.

Por exemplo, se você tem uma área de 50 m², com 2 computadores e 3 pessoas, você precisará de um aparelho de ar-condicionado com 33 mil BTUs. Caso contrário, você não conseguirá resfriar o ambiente adequadamente.

Cálculo: 50 x 600 (metro quadrado) + 2 x 600 (computadores) + 3 x 600 (pessoas) = 33 mil.

Além disso, é importante dar atenção à exposição desse cômodo ao sol. Se a área estiver exposta a ele, você precisará acrescentar mais 800 BTUs na conta.

Pode parecer um pouco complicado, mas caso você queira uma ajudinha extra, aqui você encontra uma Calculadora de BTUs para simular a capacidade necessária.

Dicas de instalação para seu ar condicionado

Depois de calcular os BTUs e conhecer os modelos, é hora de pensar como será a instalação. Por isso separei algumas dicas sobre o assunto. A primeira, e principal, é contar com um técnico.

É possível que você perca a garantia do produto caso opte fazer a instalação por si só, já que existem recomendações de fábrica para que o aparelho seja instalado por um profissional qualificado.

Veja as outras dicas abaixo:

  • Verifique se o seu prédio em que você mora já possui entrada para ar-condicionado de janela;
  • Verifique se o seu prédio é adaptado para receber unidades condensadoras dos modelos Split;
  • Verifique qual é o tamanho e peso máximo da unidade condensadora permitida em seu prédio;
  • Certifique-se de ter tomadas e um disjuntor dedicado só paro o ar-condicionado;
  • Planeje a parte hidráulica, o ar-condicionado precisa de uma tubulação de canos de PVC para levar a água que sai dele paro o esgoto;
  • Preste atenção na capacidade elétrica do aparelho (normalmente são 220V);
  • Nos modelos Split, o ideal é escolher um lugar onde a unidade evaporadora e a condensadora fiquem em paredes próximas. Assim, você economiza na fiação e tubulação, que liga os aparelhos, e ainda gasta menos com a quebra da parede;
  • Instale o ar-condicionado em um local que o ar circule e não deixe nada impedindo a saída ou entrada de ar do aparelho;
  • Lembre de limpar pelo menos uma vez por mês os filtros do seu aparelho para garantir que a sujeira não atrapalhe o funcionamento e nem prejudique a qualidade do ar.

Antes de comprar, considere um ar-condicionado que possa ser utilizado no inverno também, caso você more em uma região de clima frio. Neste caso, vale a pena optar por um modelo quente e frio para aproveitá-lo o ano inteiro.

Gostou das dicas? Se você deseja receber nossas novidades, não esqueça de inscrever-se em nossa newsletter para não perder nada!

Leave a Reply

Your email address will not be published.